Ei gente!!
Bom, o título explica bem o que quero dizer.
Só mudei com a redução de estômago, porque me permiti essa mudança.
Vejo tanta gente operada reganhando o peso…
Tanta gente que nem elimina todo o necessário…
Pergunte a estas pessoas se realmente seguiram tudo, se realmente fizeram tudo certinho, se realmente fizeram a sua parte e mudaram seus hábitos!!!
Na maioria das vezes dizem que sim e mentem até para si mesmos.
Em outras, relatam pequenas atitudes diárias, que repetidas no decorrer de meses e até anos, são a raiz do problema.
Eu, quando decidi operar sabia exatamente o que queria e meu foco sempre foi o mesmo.
Nada me fez desviar o olhar do alvo e o resultado colho agora.
Não sou fanática! Apenas acredito que se quero, preciso me esforçar e é o que faço.
Sei lá se todos fazem o mesmo. Eu sei que EU dou o MEU melhor a cada dia.
Mudei porque me esforcei, experimente se permitir mudar e verá que os frutos são sempre doces!!
Beijos gente!!!

4 COMENTÁRIOS

  1. Oi Lu, tudo bem? Estou lendo o seu primeiro livro, estou na parte que você a cabo frio após a cirurgia, ganhei seus dois livros hoje de uma amiga que fez a redução a alguns anos. Nossa,o difícil é parar de ler, pois como você enfrento inúmeras situações idênticas a que você passou antes de operar. Acredito que seu livro deveria ser lido por toda e qualquer pessoa, independente de peso, pois faria com que muitos repensassem em suas atitudes em relação ao preconceito. Eu mesma vou passá-lo a minha família e amigos. Quero dizer o quanto admiro sua coragem por expor dessa forma toda a sua vida e ajudar as pessoas em suas dúvidas e medos. Vou marcar minha cirurgia no dia 13 de março, estou muito feliz e muito ansiosa também. Não acredito que a bariatrica seja um fim, mas um meio de mudar, como você mesma diz em seu livro é uma descoberta todos os dias. Meu maior receio e engordar novamente com o passar do tempo, e queria saber como você convive com isso, se você também tem esse receio e como leva sua vida. Assim como você era, eu gosto muito de comer muito e não quero que lá na frente esses maus hábitos venham a colocar abaixo todo meu esforço. Bom, estou aberta a qualquer dica que você tenha para me passar e estou amando o seu livro, parabéns!! Beijos ps: se puder me responda pelo email viviweber91@hotmail.com, obrigada!!

  2. Oi Lu, tudo bem? Estou lendo o seu primeiro livro, estou na parte que você a cabo frio após a cirurgia, ganhei seus dois livros hoje de uma amiga que fez a redução a alguns anos. Nossa,o difícil é parar de ler, pois como você enfrento inúmeras situações idênticas a que você passou antes de operar. Acredito que seu livro deveria ser lido por toda e qualquer pessoa, independente de peso, pois faria com que muitos repensassem em suas atitudes em relação ao preconceito. Eu mesma vou passá-lo a minha família e amigos. Quero dizer o quanto admiro sua coragem por expor dessa forma toda a sua vida e ajudar as pessoas em suas dúvidas e medos. Vou marcar minha cirurgia no dia 13 de março, estou muito feliz e muito ansiosa também. Não acredito que a bariatrica seja um fim, mas um meio de mudar, como você mesma diz em seu livro é uma descoberta todos os dias. Meu maior receio e engordar novamente com o passar do tempo, e queria saber como você convive com isso, se você também tem esse receio e como leva sua vida. Assim como você era, eu gosto muito de comer muito e não quero que lá na frente esses maus hábitos venham a colocar abaixo todo meu esforço. Bom, estou aberta a qualquer dica que você tenha para me passar e estou amando o seu livro, parabéns!! Beijos

  3. Muito bem Dona Lu…
    Sou como vc, mudei porque sempre quis esta vida pra mim..
    A cirurgia me ajudou muito, mas se não fosse meu esforço nada seria como é…
    Acredito que estamos no caminho certo…
    Beijos da Ju

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui