Será que vale mesmo à pena se sujeitar a uma troca de vícios, ou, à uma troca de doenças? Até que ponto iremos negligenciar que a Obesidade é uma doença de tratamento complexo? Seguir as orientações de toda a equipe interdisciplinar, é a única forma de se manter no controle. Mas se o paciente some das consultas, como irá receber as orientações? Muitos aderem aos grupos de WhatsApp e redes sociais, e seguem “conselhos de comadres”! Acontece que tratamento sério, não acontece assim. E no fim das contas, é a saúde quem paga a conta. Tratamento sério só ocorre quando o paciente tem consciência de si enquanto doente e adere ao tratamento mais indicado, de maneira adequada. Os profissionais não podem ajudar quem não quer ser ajudado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui